Projetos de Capital sem controle: Um carro sem GPS?

 

A tecnologia mudou nossas rotinas de forma disruptiva nos últimos 10 anos! Hoje ninguém sai de casa sem o celular, nem faz uma viagem a um local desconhecido sem GPS, por exemplo.

Então aí pergunto:

“Quantos de vocês já viajaram sem mapa, sem GPS, só confiando nas placas e de repente, se deram conta de que percorreram vários quilômetros no caminho errado?"

Neste caso temos que voltar, procurar alguém que nos ajude com a melhor rota, seguir viagem e ainda torcer para que nada de errado ou ruim aconteça no caminho. Pois além do desperdício de tempo e de combustível, você ainda terá que ouvir poucas e boas do carona!

Um projeto de capital, é como uma viagem com restrições de prazos, de orçamento e de diversos requisitos de qualidade a serem cumpridos para as instalações. Portanto, assim como na sua hipotética viagem, não seria melhor ter um GPS que permite antecipar suas ações e tomar melhores decisões?

Poucas pessoas viajam para algum lugar desconhecido sem GPS atualmente. Mas acredite, ainda tem muita gente por aí executando projeto de capital "sem GPS"  em pleno século 21!

 

"Acredite, ainda tem muita gente por aí, executando projeto de capital "sem GPS" em pleno século 21!"

 


Um dos objetivos de uma sistemática de controle de projetos é o de garantir que o projeto traga o valor esperado pela organização, mesmo quando existam alterações e surpresas durante a execução do projeto. Ela permite que a organização tome decisões com o potencial de melhorar os resultados ou de limitar os danos causados por alterações no planejamento.

O sistema de controle do projeto também ajudará, de forma clara e objetiva, na prevenção de perdas em ativos críticos do negócio, assim como, permitir um melhor uso dos recursos da sua equipe de projetos.

 

 

No entanto, controles exigem investimentos, pois afinal de contas, não existe “almoço grátis”!  

Por outro lado, dados do IPA Institute (Independent Project Analysis Institute) mostram que neste caso, o retorno do investimento em controle é muito rápido e portanto vale a pena investir. Além disso, várias metodologias como modelos híbridos que misturam Scrum (Métodos Ágeis) + PMBoK podem gerar um nível maior de participação do time com menor custo de controle dos projetos.

 

 

Planejamento sem ação, é o mesmo que “assistir a um drama comendo pipoca”. Para que exista controle é necessário empowerment (empoderamento de lideranças). Delegar controle sem empowerment é como dirigir sem habilitação. Na primeira blitz você para de dirigir. Essa falta de empoderamento, faz com que muitas vezes, as organizações invistam em boas práticas de controle de projetos que logo se transformam em simples monitoramento de indicadores, recheado de belos dashboards.

 

"Planejamento sem ação é apenas assistir a um drama comendo pipoca!"


Outro ponto relevante é que controlar apenas prazo e custo não são mais suficientes! Num mundo cada vez mais competitivo onde as exigências sobre os fornecedores de engenharia, equipamentos, construção e montagem são cada vez maiores, o controle de qualidade assegurada, a gestão da integração (interface) e o controle do escopo assume um papel relevante nos Projetos de Capital.

 

 

Por fim, na longa estrada percorrida pela nossa indústria na busca por competitividade, é relevante estabelecer uma sistemática de controle de projetos de capital que traga impacto significativo nos resultados da organização. Sua viagem tem uma chance muito maior de ser bem sucedida se você tiver um GPS e um motorista empoderado para tomar boas decisões durante a execução do seu projeto.

 

Boa Viagem!

Top